Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
  • Cultural

Janaina Tschäpe – Estrelas conversando em voz alta

25 de novembro de 2023 a 18 de fevereiro de 2024

14:00 - 18:00

Entradas / Ingressos

Confira aqui

Bilheteria na hora

Organizado por Fundação Iberê Camargo

Compartilhe:
Adicione à agenda:
Atualizado em 10/01/2024

Sobre o evento

“A temporalidade das obras de arte pode juntar coisas que foram feitas há muito tempo e há dois minutos”¹. Os trabalhos reunidos em Estrelas conversando em voz alta, exposição de Janaina Tschäpe na Fundação Iberê, aproximam desta experiência temporal. Entre as fotografias After the rain (2003) e a série Self-portraits (2018-2023), a artista construiu um corpo de trabalho que tem na pintura a sua linguagem principal, sendo a presença constante da paisagem o eixo orientador de toda a sua trajetória. No caso, uma paisagem sempre reinventada, irrigada pelo ato de fabular.

A imagem plena de poesia que dá título a essa mostra, e que fala sobre estrelas conversando em voz alta, surge como uma possível síntese de uma obra que toma a paisagem como sujeito. Nesse sentido, vale recordar uma passagem do antropólogo Eduardo Viveiros de Castro: “Antigamente tudo tinha, como se diz, ‘alma’. Mas o clube de proprietários dessa propriedade foi minguando. A ciência cancelou a alma das pedras, das plantas, depois dos bichos e dos mortos. A propriedade da alma agora está restrita aos humanos vivos.”² A obra de Tschäpe evoca a possibilidade de um tipo de vínculo com o mundo que caminha na mão inversa deste apontado por Viveiros de Castro. As suas paisagens aquáticas, celestes, geológicas, diurnas ou noturnas, deixando entrever somente um átimo de figuração, findam por endereçar justamente a chance de olhar ao redor e avistar “a alma das pedras, das plantas, depois dos bichos e dos mortos.” Ou seja, trabalham por uma subjetivação radical do mundo.

Estamos, assim, diante de mais de duas décadas de produção de uma artista cuja pesquisa caminha nas antípodas de um presente desencantado, desprovido de espectros e de sonhos. A obra de Janaina Tschäpe, ao contrário, em seu diálogo constante entre paisagem interior e exterior, memória e fabulação, convida a imantar o mundo com generosas doses de imaginação.

Luisa Duarte
Curadora

¹ Passagem do artista Tunga (1952-2016) em entrevista para a Revista Carbono, 2012.
² VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Subjetivação radical do mundo, 2023.

Imagem: Janaina Tschäpe. Awake, every second (estrelas conversando em voz alta), 2023. Foto © Eduardo Ortega. Cortesia da artista e Fortes D’Aloia & Gabriel, São Paulo/Rio de Janeiro

Conheça o organizador

Fundação Iberê Camargo

Redes sociais

Veja mais eventos

  • Arte e Teatro
  • Musicais
  • Show de música
  • Experiências de aprendizagem
  • Show de música

O que fazer em Porto Alegre?

A capital gaúcha é cosmopolita como uma metrópole e acolhedora como uma pequena cidade do interior. A cada estação do ano se reinventa para oferecer o melhor no calor do verão, no frio do inverno, no colorido da primavera e no charme do outono. Escolhe qual Porto Alegre conhecer e encontra a TUA!

POA ao

Ar Livre

POA da

Cultura

Por

POA da

Gastronomia

Por

POA da

Inovação

POA da

Noite

POA da

Orla

POA das

Cervejarias

POA das

Compras

POA das

Crianças

POA dos

Esportes

Patrocinadores que fomentam a iniciativa